O que é internet 5G e como ela pode mudar a telefonia da minha empresa?

março 22, 2017 10:00 am Publicado por Deixe um comentário

Se você acha que o 4G, apesar de ter trazido melhoras à sua navegação, ainda não é o ideal para sua empresa, pode ficar despreocupado: a internet 5G, quinta geração de conexão móvel sem fio, já começa a ser testada pelo mundo.

Apesar disso, a rede 5G ainda deve demorar um pouco para ser comercializada em larga escala — a previsão é que isso só aconteça por volta de 2020. Enquanto esse momento não chega, abaixo te contamos como a internet 5G vai funcionar e o que ela poderá fazer pela sua empresa no futuro. Acompanhe!

O que é a internet 5G?

O 4G é uma tecnologia relativamente nova em várias partes do mundo, inclusive no Brasil, mas a verdade é a que a demanda por serviços mais ágeis cresce a uma velocidade exponencial, principalmente em planos corporativos, e o 5G surge justamente para cobrir essa lacuna.

A nova rede, como era de se esperar, permitirá atingir uma velocidade de conexão mais rápida — alguns testes já registraram 20 GB/s —, mas ela não está sendo desenvolvida para cobrir nossa necessidade cada dia maior de receber informações o mais rápido possível, e sim para nos preparar para um mundo em que coisas conversam com coisas.

Segundo a Gartner, serão 20,8 bilhões de dispositivos conectados à internet no mundo todo até 2020. É um número muito alto, que mostra que a quantidade de aparelhos que precisarão de internet vai explodir, exigindo que as conexões de internet estejam prontas para receber essa quantidade de dados.

O 5G é o que tornará a Internet das Coisas (IoT, do inglês Internet of Things) possível. Enquanto o 2G foi projetado para voz, o 3G para dados e o 4G para o vídeo, a rede 5G chega para atender uma enorme quantidade de dispositivos conectados simultaneamente.

É a nova era, em que relógios, eletrodomésticos, fechaduras, câmeras de segurança e outros objetos se juntarão ao seu tablet e ao seu smartphone no grupo dos seus dispositivos conectados, para te proporcionar acesso aos melhores serviços.

O que muda em relação ao 4G?

A próxima geração de internet trará melhorias em relação ao 4G. A maioria delas são técnicas, mas representam avanços essenciais para aumentar a conectividade e a comunicação no ambiente de trabalho. Veja só:

  • maior velocidade: em teoria, a rede 4G é capaz de atingir uma velocidade de 1 GB por segundo. Com o 5G, o objetivo é atingir velocidade máxima dez vezes maior, chegando a 10 Gbps.

  • menor latência: latência é o tempo necessário entre a estimulação e o funcionamento real da rede. A meta é atingir uma latência de apenas 1 milissegundo com o 5G. Para comparação, a rede 4G tem latência de 50 milissegundos.

  • maior eficiência: as pesquisas visam atingir um nível de eficiência energética mais alto. Isso é importante dentro do conceito de internet das coisas, para suportar dispositivos que precisarão estar sempre carregados. As previsões são de que o 5G seja 90% mais eficiente do que o 4G.

Como a internet 5G funciona?

A rede 5G trará muitas mudanças importantes e que vão além da navegação em alta velocidade, que permitirá que vídeos em alta resolução (de até 4K) sejam carregados quase que instantaneamente.

Em linhas gerais, a rede 5G trará inovações muito além das telecomunicações. Atualmente, as melhores conexões 4G LTE do mundo atingem velocidades de 1 Gbps, conforme mencionamos, em condições ideais, sem elementos que causem interferência, como prédios, paredes e sinais Wi-Fi.

Já o 5G deverá atingir velocidades que variam entre 10 e 50 Gbps. Ele promete facilitar a vida de quem precisa fazer conferências com vídeos em alta qualidade de qualquer lugar, ao mesmo tempo que suporta uma quantidade bem maior de dispositivos conectados.

Qual o impacto do 5G para minha empresa?

A IoT, com o 5G, chega para revolucionar não só nossa rotina pessoal, como também os processos empresariais. Para te dar uma ideia do que ela pode fazer nas empresas, separamos 6 exemplos de aplicações que se tornarão realidade com o 5G:

1. Design e marketing de produto

Para auxiliar nos processos de marketing de produto e design, serão instalados sensores que reportarão exatamente onde, quando e como o produto é utilizado. Assim, eliminam-se os custos com pesquisas de mercado e aumenta-se a velocidade com que empresas têm acesso a dados cruciais para aumentar a satisfação do cliente.

2. Manutenção de produto

Quando pensamos nos equipamentos de uma empresa, possuir informações em tempo real sobre o desgaste de componentes pode ajudar a reduzir custos com manutenções e evitar que as falhas de equipamento acarretem paradas de trabalho.

Se uma das máquinas de uma empresa quebra durante a produção, por exemplo, o dano financeiro pode ser bem alto, incluindo a própria manutenção do equipamento e a perda de confiança do consumidor com um possível atraso na entrega do produto.

Para evitar isso, os sensores monitoram vibrações ou indicações de calor que apontem potenciais problemas para que os técnicos sejam enviados para prevenir a falha no equipamento.

3. Vendas de produtos

Será possível prever quando e se os consumidores precisam de peças de reposição, garantindo que os produtos certos estejam disponíveis no estoque e que os clientes recebam as peças sempre em tempo hábil.

4. Engenharia de produto

Ao monitorar as condições dos equipamentos e máquinas, é possível fazer escolhas melhores quanto aos materiais utilizados, design que melhor atende a produção, entre outros.

5. Logística

É possível combinar dispositivos de leitura com etiquetas específicas no produto para rastreá-lo durante toda a cadeia de produção até o ponto de venda. Você saberá onde está o pacote, qual a frequência de demanda e qual sua condição.

Com essa informação conectada ao sistema de gerenciamento do estoque, é possível aumentar sua eficiência, diminuir o tempo de entrega e melhorar o atendimento ao consumidor.

6. Processos de fabricação

Os problemas que impactem os níveis de saída poderão ser identificados com o monitoramento dos equipamentos, para ativar ações de correção e aumentar o tempo de vida e a eficiência da máquina.

Como dito, o 5G não deve chegar tão cedo assim até os usuários, mas isso não é um problema, visto que ele está sendo criado para um mundo que ainda está em formação. Mas, sem dúvidas, este é o momento para que gestores e diretores de empresa comecem a se preparar para as novas tecnologias.

Porém, enquanto a internet 5G não chega, você pode contar com uma consultoria especializada para garantir os melhores planos telefônicos para sua empresa! Basta entrar em contato conosco e falar com um de nossos consultores!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *